PÚBLICO LOTA SALAS DA 3ª MOSTRA POSSÍVEIS SEXUALIDADES

A participação do público foi um dos destaques da 3ª Mostra Possíveis Sexualidades, realizada pela Multi Planejamento Cultural, de 10 a 17 de junho. Mais de 1.200 pessoas já conferiram a programação diversificada focada na temática LGBT, incluindo exibição de mais de 30 curtas e longas-metragens, mesas de debates e curso de análise fílmica no Instituto Cervantes, Circuito de Cinema Saladearte e CAIXA Cultural Salvador. Para Fernanda Bezerra, uma das realizadoras da Mostra, a formação de novas parcerias teve uma participação significativa para o sucesso do evento. “A conquista de parceiros como o Queer Lisboa – Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa – confirma a força desse evento cinematográfico pioneiro no estado da Bahia”.
 
De acordo com o curador, Rodrigo Barreto, a Mostra buscou trazer obras com um tratamento diversificado acerca do convívio familiar. “O público, certamente, perceberá como muitos desses filmes de ficção e documentários fazem a ponte entre o individual, o familiar e o social, pondo em destaque suas relevâncias estéticas, políticas e também como entretenimento”, afirma.
 
Quem já passou por uma das salas de exibição da 3ª Mostra Possíveis Sexualidades se mostrou favorável a escolha da programação. “O olhar inovador sempre é interessante, embora a temática LGBT já devesse estar na cabeça das pessoas. Acredito que o mérito do evento está em despertar essa discussão”, declarou a ceramista Alana Borba, pela primeira vez na Mostra.
 
“Está na hora de mudar. Sempre as temáticas sobre homossexuais são trágicas, traz um roteiro batido de infelicidade. A impressão é que o heterossexual é sempre feliz, os contos de príncipes e princesas refletem isso. É importante tornar público que o universo de felicidade também remete aos homossexuais”, desabafa a artista plástica Déia Moro, participante pela primeira vez da Mostra e que se declarou interessada nas discussões levantadas pelos debates sobre Cultura Queer.
 
“Para mim o principal estímulo da Mostra é fomentar discussões. É isso o que move as mudanças. Abrir espaço para o diálogo já é um avanço. Filmes como Depois de Tudo que retratam a homossexualidade na terceira idade são de grande importância para dar visibilidade à questão e estimular discussões. Proporcionar esse contato ao público é bastante significativo”, avalia o educador Jorge Ramos.  
“Eventos desse nível são interessantes para fortalecimento do movimento LGBT e combate às situações de homofobia que ocorrem em Salvador e outros municípios baianos. È importante consolidar o evento e a promoção de debates sobre as questões sociais. Espero que a Mostra inspire outros acontecimentos focados na exposição das causas das minorias. O movimento LGBT trouxe as minorias para pauta de discussões das intolerâncias na cidade”, conclui o ceramista Tahit Torres.
****
A 3ª Mostra Possíveis Sexualidades evidenciará as formações familiares a partir dos relacionamentos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), em mais de 30 produções de curta e longa-metragens, entre filmes de ficção e documentários produzidos no Brasil e no exterior. Os diferentes olhares cinematográficos sobre a temática LGBT serão mostrados ao público durante sete dias, até 17 de junho, em uma programação que contempla como locais de exibição o Instituto Cervantes, o Circuito de Cinema Saladearte e a CAIXA Cultural Salvador, com realização da Multi Planejamento Cultural.

Anúncios

Um pensamento sobre “PÚBLICO LOTA SALAS DA 3ª MOSTRA POSSÍVEIS SEXUALIDADES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s