Salvador discute influência de personagens LGBT na vida de gays

Jornalistas e militância falam em Salvador sobre influência de personagens de TV

A programação da “3ª Mostra Possíveis Sexualidades”, realizada em Salvador até o próximo dia 17, levou no último domingo, 13, à Caixa Cultural, uma mesa de depoimentos sobre como os personagens gays e lésbicas das telenovelas e do cinema influenciam a vida das pessoas. Os convidados foram o presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, o repórter da revista Junior Hélio Filho e o repórter da revista A Capa Marcelo Hailer. Cada um falou sobre como foram influenciados pela magia das telas.

Marcelo Cerqueira abriu a discussão relembrando de quando assistiu pela primeira vez a “Querelle”, filme de 1982 dirigido por Rainer Werner Fassbinder e baseado na novela “Querelle de Brest”, de Jean Genet, escrita em 1947. Ele destacou como a estética dos marinheiros másculos “ajudou a formar minha identidade de gay masculino”, completando ainda que “o que mais me chamava a atenção eram os corpos quase nus”.

Ainda sobre o filme, Marcelo fez um pequeno panorama sobre a obra do transgressor Jean Genet e de como ele via a homossexualidade como um desejo, longe da identidade gay construída atualmente depois de anos de luta do movimento LGBT.

Já Hélio Filho apontou que “a representação do gay na televisão hoje está cada vez maior” e citou como exemplo os vários tipos de personagens gays e lésbicas, que a cada nova produção ganham mais falas e são mais humanizados por meio de seus relacionamentos e seu cotidiano. Mas, ainda segundo ele, “é preciso ainda lutar para que não só o estereótipo seja retratado na televisão”.

Quem encerrou a mesa foi Marcelo Hailer, que acredita não ser muito influenciado por esses personagens porque “eles sempre me pareceram muito falsos, de mentira”. Para ele, sua influência maior vem mais de músicos como David Bowie e Morrissey e do cinema gay cada dia mais bem produzido como “Shortbus” e “Pecado da Carne”.

A “3ª Mostra Possíveis Sexualidades” continua em Salvador até o próximo dia 17 com exibição de filmes sobre a diversidade sexual na Saladearte Cinema da UFBA, Saladearte Instituo Cervantes e Saladearte Cinema do Museu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s